cadeirante

Pessoas com Deficiências

Modelo social, interdisciplinaridade e intersetorialidade: desafios às políticas sociais para a deficiência no Brasil

é o tema abordado por Wederson Santos, assistente social, doutor em Sociologia (UnB) e chefe do Serviço Social do Instituto Nacional do Seguro Social. Deficiência não é um constructo da natureza e mero demarcador de identidade; é, sobretudo, uma relação social, histórica e política de poder, que inscreve os corpos com variações em situações de desigualdade e opressão. Analisar a proteção aos direitos das pessoas com deficiência no Brasil significa, antes de tudo, contextualizar a inserção brasileira no cenário econômico global. É longo o caminho para a incorporação das diretrizes do modelo social da deficiência, que institui um novo paradigma de compreensão para a intervenção das ações públicas voltadas para a pessoa com deficiência.