Acesse todos os informes

Informes II

A segunda coletânea de textos teve como foco principal as doenças crônicas não transmissíveis e os seus fatores de risco, no entanto, contemplou outros temas: conjuntura pós-2010, ambiente e bioética, saúde e agrotóxicos, medicalização, tabagismo, alcoolismo, alimentos industriais, regulação de fatores de risco, saúde e liberdade, promoção da saúde, pessoas com deficiências e políticas de drogas.

Apresentação
José Paranaguá de Santana

BrasilPós-2010: Análise econômica e social e de relações externas relevantes
Guilherme Costa Delgado

Saúde, meio ambiente e doenças crônicas não transmissíveis: aspectos bioéticos
José Roque Junges

Invisibilidade ou invisibilização dos feitos crônicos dos agrotóxicos à saúde? Desafios à ciência e às políticas públicas
Raquel Maria Rigotto
Ada Cristina Pontes Aguiar

Doenças crônicas, “medicalização” e iatrogenia
José Ruben de Alcântara Bonfim

Tabagismo: prevalência e regulação
José Agenor Álvares da Silva

Álcool e doenças e agravos não transmissíveis: o monitoramento na população brasileira segundo inquéritos populacionais
Deborah Carvalho Malta

Ultraprocessamento de alimentos e doenças crônicas não transmissíveis: implicações para políticas públicas
Carlos Augusto Monteiro
Maria Laura da Costa Louzada

A regulação de fatores de risco para doenças crônicas: experiências dos Estados Unidos
Lynn Silver

Saúde e liberdade na era das doenças crônicas
Roberto Passos Nogueira

A promoção de saúde baseada em tecnologias de melhoramento: apontamentos sobre a busca da vitalidade a mais eterna possível
Luis David Castiel

Modelo social, interdisciplinar e intersetorialidade: desafios às políticas sociais para a deficiência no Brasil
Wederson Santos

Um novo jeito de pensar: panorama do debate global sobre políticas de drogas e o que esperar do futuro
Denis Russo Burgierman

Informes I

A primeira edição de INFORMES deste Observatório ateve-se em grande parte a evidenciar as tendências observáveis em cada área temática (saúde, educação, trabalho, previdência social, etc.) para os países selecionados. Configura-se como uma primeira aproximação ao estudo sistemático das políticas públicas relacionadas com a promoção das capacidades humanas.

Capacidades humanas, desenvolvimento e políticas públicas
Roberto Passos Nogueira

América Latina na primeira década do século XXI: “efeito China” e crescimento com inclusão.
Eduardo Costa Pinto

Análise da evolução do Índice de Desenvolvimento Humano
Ronaldo Herrlein Jr.

Desenvolvimento e Capacidades Humanas: desafios para o BRIC
Eduardo Costa Pinto

Perspectivas críticas acerca da relação entre saúde e desenvolvimento com foco nos Países BRIC
Roberto Passos Nogueira

Bem estar, desigualdade e pobreza
Rafael Guerreiro Osório

A situação laboral da América Latina na primeira década de 2000
José Celso Cardoso Jr.

Previdência Social na América Latina
Leonardo Rangel

Demografia e saúde em países selecionados da América Latina
Solon Magalhães Vianna

Financiamento da Saúde em países selecionados da América Latina
Sérgio Francisco Piola

Situação e tendências da educação em países latino-americanos selecionados – 2000/2010
Paulo Roberto Corbucci

Situação de meio ambiente e saúde na América Latina
Fernando Ferreira Carneiro

Conflitos ambientais, saúde e modelo de desenvolvimento econômico na América Latina
Marcelo Firpo Porto

Conheça a SÍNTESE dos INFORMES produzidos pelo Observatório Internacional de Capacidades Humanas.
Guilherme Delgado